Monday 18th December 2017,
Veterinário Fernando Ibanez

Hospital Gratuito para Cães e Gatos: Agora é a vez de Curitiba

Hospital Gratuito para Cães e Gatos: Agora é a vez de Curitiba

Ficou claro que os animais passaram a ocupar um papel diferente do que ocupavam há anos e que sim, interferem e participam da vida das pessoas como nunca antes.

É sim, responsabilidade do Estado, dentro da premissa de cuidar das pessoas, dar meios para que elas possam cuidar de seus animais.

Oferecer atendimento veterinário gratuito aos cidadãos é sim parte do cuidado com eles e da assistência que o Estado tem que prover à sociedade.

Não necessariamente a fonte de recursos tem que vir do Estado já que há várias alternativas de se arrecadar recursos para a implantação e manutenção de serviços veterinários gratuitos; desde o financiamento com recursos do governo, passando por recursos advindos de câmaras de compensação ambiental ou similares e até mesmo a captação de recursos da própria sociedade como se ve em projetos como Unicef, médicos sem fronteiras e outros.

Cuidar dos animais das grandes cidades é sim necessidade emergente e importante e precisa de análise técnica e empreendedora. Há anos a questão vem sendo ignorada ou relevada a segundo plano e chegou-se a estado quase calamitoso. É tempo de medidas serem tomadas.

Há exatos 4 anos, pensar em um hospital veterinário gratuito não passava de um sonho, após várias lutas travadas, o projeto polêmico, nascido de uma emenda do vereador Roberto Tripoli, tomou forma e hoje atrai olhares do Brasil e do mundo. Criada no município de São Paulo, em julho de 2012, a primeira unidade do hospital veterinário público, desde o início, trouxe esperanças e alívio para muitos animais e suas famílias.

IMG_3923

 

Com mais de 600 mil procedimentos realizados, o primeiro hospital veterinário gratuito mostrou ser extremamente necessário e ganhou no início de 2014, a segunda unidade, também em São Paulo. E tendo em sua equipe profissionais especializados e equipamentos de primeira linha, atende em áreas como clínica médica, ortopedia, endocrinologia, odontologia, neurologia, oncologia, dermatologia, entre outras. Além de realizar cirurgias de alta complexidade, exames e internações.

 

IMG_4060Presidente licenciado das duas unidades do hospital, o veterinário Fernando Ibañez, conta que em quase 4 anos de administração tem notado cada vez mais a necessidade do atendimento gratuito para animais da população carente e afirma que isso pode favorecer à diminuição do abandono de animais.  ”Quem convive com um animal, que às vezes é o único companheiro, e o vê sofrendo, sofre junto. E para não sofrer, às vezes, as pessoas acabam por abandonar seus animais na esperança de que alguém com mais posses possa adotá-lo e dele cuidar“, relatou Ibañez, que explicou também sobre a importância do hospital veterinário na Saúde Pública: “Animais soltos nas ruas podem ser reservatórios de enfermidades, podem causar acidentes por ataques a munícipes e podem causar acidentes de trânsito, além de sujarem as vias e parques públicos”.

 

IMG_4113

O serviço é prioritário para animais da população de baixa renda do município de São Paulo e é utilizado em maioria por animais com doenças existentes já há algum tempo e que não foram submetidos a tratamento por falta de condições financeiras de seus tutores.  Segundo um levantamento feito em 2013 entre os usuários do hospital, 80% das pessoas que procuram o serviço recebem entre 1 e 1,5 salário mínimo e 50% pagam aluguel, o que torna inviáveis gastos com assistência veterinária particular, já que 98% delas possuem mais de 1 animal.

Ibañez afirma que, dos animais socorridos no hospital, 40% são pacientes de câncer  e 30% são vítimas de atropelamentos. Situações que exigem muitos cuidados e atenção imediata.

 

Proposta: Curitiba também quer: Hospital Gratuito para Cães e Gatos é proposta de Ibañez para o Município

finalizado03

            Professor da Universidade Federal do Paraná, estado no qual vive atualmente, o veterinário Fernando Ibañez, conta que a realidade dos animais do estado não é diferente da encontrada em São Paulo e desde o final de 2013, luta pela implantação de um hospital veterinário gratuito em Curitiba e nesta luta, conta com o apoio de mais de 20 mil pessoas.

            Para Fernando Ibañez, cuidar dos animais das pessoas carentes implica, além da diminuição do abandono, na chance de programas de educação continuada sobre saúde pública, higiene e posse responsável. “Isso reflete menos transtornos com transmissão de enfermidades e menos gastos com capturas, hospedagem e programas de adoção”, observou.

            Entusiasmado com o apoio que já tem, Ibañez afirma que não há força maior do que a da população para realizar conquistas importantes. O professor conta que em São Paulo não foi diferente e pretende se unir à população paraense para que a iniciativa seja posta em prática.

            Sobre a escolha de Curitiba para a nova implantação, ele explica: “Não tenho dúvidas de que a experiência foi e é um sucesso na cidade de São Paulo. Seguindo nosso exemplo, outras cidades estão se mobilizando para modelos semelhantes de atendimento a animais de pessoas carentes no Estado e no País. Tenho certeza que a implantação de um serviço gratuito de atendimento veterinário em Curitiba será o estopim para mais uma semente de humanitarismo e cuidados com a população em nosso estado“, finalizou.

 

 

Like this Article? Share it!

About The Author

Leave A Response